NewsLetter:
 
Pesquisa:

Homem-Aranha – a revista
Por Dark Marcos
22/05/2011

Meses depois de sua primeira aparição, o público ainda queria saber mais sobre aquele personagem surgido em uma história de ficção, na coletânea da revista Amazing Fantasy. Pois, atendendo aos pedidos dos leitores, o Homem-Aranha voltava a aparecer... em sua própria revista. Com histórias escritas por seus criadores, o escritor Stan Lee e o desenhista Steve Ditko, logo de cara... ou de capa... ele já aparece contracenando com as novas estrelas da Marvel, os integrantes do Quarteto Fantástico. Mas um tom diferente é dado nesse retorno. Suas histórias estão longe de mostrar as peripécias de um defensor do bem. O foco aqui está mais para uma espécie de comédia de erros... sendo que pouco há de comédia na vida de Peter Parker, já que o azarado estudante passa por situações onde seus poderes estão longe de serem vistos como uma dádiva, parecendo mais ser uma verdadeira maldição.

A fama do Homem-Aranha já sofre uma dura reviravolta na primeira história. Agora o herói é visto como ameaça pública e o grande vilão responsável por essa trama é... a imprensa! O ranzinza editor de jornal J. Jonah Jameson centraliza os esforços de seu jornal, o Clarim Diário, para difamar aquele que ele julga ser um mascarado fora-da-lei. Nem mesmo depois do Homem-Aranha salvar a pele de seu filho, o astronauta John Jameson, o editor poupa críticas ao coitado, jogando toda a culpa do incidente em uma acusação de sabotagem pelo próprio herói.

A segunda história mostra a tentativa desesperada do Peter Parker em conseguir dinheiro. Como Homem-Aranha, ele tenta entrar para o Quarteto Fantástico, mas se decepciona ao descobrir que o grupo de heróis não salva o mundo por dinheiro.

Enquanto isso, o Aranha é diariamente criticado pelo jornal Clarim Diário. Quem se aproveita dessa situação é o espião soviético conhecido como Camaleão, o mestre dos disfarces, que usa o uniforme do herói para roubar planos militares. O Aranha, guiado por seu sentido de aranha, consegue capturar o vilão e entregá-lo as autoridades. O vilão, na verdade, quase consegue fugir disfarçado de policial. No meio da confusão, quando tentavam capturar o verdadeiro Aranha, o herói foge e rasga acidentalmente o uniforme do vilão, mostrando que ele usa uma roupa de Homem Aranha por baixo do uniforme e, conseqüentemente, revelando sua identidade. Pena que o verdadeiro Homem-Aranha não viu que saiu vitorioso, tendo que sair correndo dos policiais que o queriam prender... e resmungando sobre os malditos poderes que só lhe trazem confusão.

Na segunda edição da revista, temos duas aventuras geriátricas, por assim dizer. Sim, porque, numa mesma edição, o Homem-Aranha enfrenta dois vilões com cara de velhinho. Mas, como maldade não tem idade...

Na primeira história, a cidade é ameaçada por um misterioso ladrão que consegue voar graças a asas artificiais: o Abutre. Como o vilão é muito rápido, ninguém consegue tirar uma foto decente para ser divulgadas. É aí que Peter Parker tem a idéia de usar suas capacidades para conseguir chegar perto da ameaça, tirar fotos e faturar alguma graninha extra. Parker pretende ir além, vendendo as tais fotos para J. Johnah Jameson, o editor que decretou guerra ao Homem-Aranha. A estratégia funciona e o jovem consegue um boa grana para ajudar sua tia May.

Apesar de surra inicial que o Abutre dá no Aranha, é o intelecto científico do herói quem se destaca nessa batalha. Ele descobre que as asas do Abutre funcionam através de magnetismo e cria um dispositivo que contrabalanceia essa energia, impedindo-o de voar, o que causa a prisão do vilão.

Na segunda história, Peter vai buscar um rádio quebrado de seu professor em uma estranha oficina. Ele já fica desconfiado dos preços baixos que o consertador de rádios cobra por seus serviços. Graças a seu sentido de aranha, descobre que o aparentemente inofensivo velhinho está mancomunado com alienígenas que estão instalando dispositivos de espionagem em vários aparelhos (inclusive no rádio de seu professor). O Homem Aranha desmascara o plano, os alienígenas fogem e o Consertador vê seu laboratório se incendiar. O suspense do roteiro está na cena em que Peter segura uma máscara com o rosto do vilão, dando a idéia de que ele talvez seja um alienígena também, algo que não saberemos tão cedo, uma vez que o Consertador sumiu nas chamas.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2018 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web