NewsLetter:
 
Pesquisa:

Os Dez Melhores Quadrinhos para Edson Pelicer
Por Marcio Baraldi
10/04/2011

Quem trouxe sua super lista esta semana foi o cartunista paulista Edson Pelicer, um dos organizadores do Prêmio Angelo Agostini, e autor do personagem "Descolado". Pelicer mandou muito bem na sua lista privilegiando autores nacionais como Angeli, Laerte, Mutarelli, Luiz Gê e outros da geração que estourou nos anos 80. Além disso mostra que curtiu um pouco de tudo, de Disney aos super Heróis Marvel, do Terror da EC aos mangás mais politizados como GEN, grande libelo contra a bomba atômica em Hiroshima. Em tempos de vazamento nuclear no Japão, nada como reler este clássico de Keiji Nakazawa e refletir se não seria melhor abandonar de vez a energia atômica e explorar outras formas mais saudáveis e seguras de energia que a Natureza nos oferece de graça. Mas, voltando ao Pelicer, sua versátil e ampla lista prova que um bom autor tem que ter a cabeça aberta para todas as múltiplas tendências dos Quadrinhos. O grande Monteiro Lobato, pai de todos nós, quadrinhistas, já dizia: "Um país se faz com Homens e Livros!". Verdade, Lobato, e com bons Quadrinhos também!

Os Dez Melhores Quadrinhos de Todos os Tempos
Por Edson Pelicer

1 - Robert Crumb, conjunto da obra
Ainda me lembro muito bem da emoção ao ler uma revista chamada "As Aventuras de Robert Crumb nº2", lançada pela Press Editorial, nos anos 80. Foi a primeira vez que vi um autor falando de si mesmo, da sua vidinha sem-graça, de uma maneira tão engraçada, sincera e significativa. A história do Yeti, também presente nesta revista,t ambém é duca!

2 - Cripta do Terror, vários autores
Sempre curti histórias de terror e também histórias curtas, bem amarradas. Na Cripta da EC Comics eu tinha tudo isso! Foi com muita empolgação que colecionei cada número da Cripta do Terror, com histórias da EC, publicadas no Brasil pela Editora Record no início da década de 90.

3 - Gen - Pés Descalços - Keiji Nakazawa
Este foi o primeiro mangá que li e respeitei de cara! Antes de Gen, eu tinha preconceito com mangá, por achar modinha, mas depois disso experimentei outros tantos (Vagabond, Budha, Adolf) que me fizeram mudar de idéia. Confesso que tive vontade de chorar várias vezes enquanto lia os quatro volumes. Me pegou pela emoção!

4 - Chiclete com Banana - Angeli
Me senti órfão quando pararam de publicar a Chiclete! Tenho a maior bronca do Angeli por causa disso (risos). Claro que entendo quaisquer que sejam os motivos que o levaram a cometer esse crime, mas perdoar já é outra coisa.

5 - Lourenço Mutarelli - conjunto da obra
Quando li Mutarelli pela primeira vez me identifiquei no ato. O clima grotesco das histórias, o desenho sujo, as piadas tristes. Lourenço Mutarelli, com certeza, é uma das principais influências no meu trabalho.

6 - Walt Disneyconjunto da obra
Pô, que vergonha, cara! Comecei a ler quadrinhos com o Papai Disney (risos)! Tinha a coleção toda da "Disney Especial" (Fantasmas, Férias, Vilões, etc.). Depois, fiquei revoltado com o imperialismo e me desfiz da maioria delas. Coisa de adolescente metido a anarquista.

7 - Motoqueiro Fantasmapor vários autores
A primeira revista de super-heróis que li foi "Heróis da TV nº6", da Editora Abril. Fui atraído pela capa que trazia o Motoqueiro Fantasma, na época desenhado pelo ótimo Mike Ploog. A partir dali larguei Maurício de Sousa e Disney para sempre, ou quase.

8 - Revista Circopor vários autores
Que época boa os anos 80! Na revista Circo tinha quadrinho nacional, europeu, americano. Tinha Luiz Gê, Laerte, Harvey Peakar, Moebius e (claro) Crumb. Graças a Circo saquei que existia um imenso universo além dos super-heróis e dos bichinhos falantes. Destaco a Circo nº 2 por ser a edição que mais gostei de todas, a começar pela capa que é bizarra. Obrigado por isso, Toninho Mendes!

9 - Dylan Dog - Tiziano Sclavi
Isso é Quadrinho de terror da melhor qualidade! Li bastante Tex durante um tempo, mas Dylan Dog é o melhor da Bonelli. Clichê puro de terror com  muito bom humor.

10 - Animalpor vários autores
Escolho a número 4 de novo pela capa, aquela do anãozinho assassino, cortesia de Abulli e Bernet. Além disso tinha Ranxerox! Alguém já viu quadrinho mais violento e alucinado, politicamente incorreto? Milo Manara com uma HQ sobre a morte de John Lennon, Irmão Hernandez no comecinho das Locas, Kebra do Jano, Mutarelli e uma história que conta como Madonna perdeu a virgindade. Poxa, como deixaram a Animal acabar? Sacanagem...

Putz! Faltou Sandman, Hellblazer, Monstro do Pântano, Calvin, Alan Moore... Caramba! É difícil escolher só 10!

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web