NewsLetter:
 
Pesquisa:

Mi Buenos Aires Querido - parte 1
Por Bira Dantas
26/04/2010

Em novembro de 2009 estive em Buenos Aires com a Cláudia (minha mulher), Sandra (sua prima), Thaís (minha filha) e Dirce (minha sogra). Foram cinco dias de muito passeio, diversão, comilanças e bebelanças. A cidade é linda. Os argentinos são muito simpáticos e solícitos.

Aproveitando o lançamento do livro de Paulo Ramos, pela pequena e valente editora Zarabatana, de Cláudio Martini, vou escrever um pouco desta viagem incrível: Visitei a editora Pagina 12, do jornal que publica a maravilhosa revista de HQ Fierro! Comprei 20 números desta esplendorosa revista!

Uma galeria de arte super descolada na rua Jorge Luís Borges chamou nossa atenção. Assim como os grafites artísticos, coloridos e caprichados nas paredes de casas e galpões. Andamos mais um pouco, procurando a livraria (onde encontrei preciosidades na área do Cartum, Caricatura e Ilustração) e tomei uma ótima cerveja de trigo. Lá conheci Paulo e Diego.

Esta é a feira da Polônia, que estava acontecendo no bairro Palermo Soho. A música alegre chamou nossa atenção. Cheiros deliciosos de comidas típicas, coloridos variados e um belo restaurante com quadros de artistas polacos inundavam olhos e narizes. Fotos podem ser vistas no meu blog aqui.

Noites dos Museus em Buenos Aires

Fui convidado pelo cartunista César da Col a participar desse evento cultural, um tipo de "Virada Cultural Paulista", mas já tínhamos compromisso com El Tango em Porto Madero. No dia seguinte fomos até lá, infelizmente estava fechado.


Mais informações sobre o Museu da Caricatura (clique aqui), Museo de la Caricatura Severo Vaccaro (aqui), Lima 1037 - Buenos Aires - Argentina

Sábat na parede:

O belo e sofisticado restaurante Lola, no conhecido bairro de La Recoleta. Caricaturas originais do legendário uruguaio Hermegildo Sábat, que colaborou no Brasil com o jornal Opinião, da imprensa alternativa e combativa.

No fim, quase estourei o peso da bagagem. Revistas, jornais e livros de uma cidade extremamente politizada e culta. Cheguei a ver duas bancas de jornal em um mesmo quarteirão. Que saiam logo da crise, los hermanos argentinos! E parabéns aos quadrinhístas argentinos que são lutadores e defendem seu Quadrinho com unhas e dentes.

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2018 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web