NewsLetter:
 
Pesquisa:

Luga
18/02/2009

Luiz Eduardo Lopes de Castro, ou Luga, como é chamado pelos amigos, nasceu na cidade de Vassouras-RJ, vizinha da cidade de Mendes onde morava toda sua família. Em Mendes passou toda a infância até a idade adulta. Lá ele teve contato com os Quadrinhos. Era um ávido leitor de Quadrinhos, pelo sistema de trocas na escola, negociava com outros colegas revistas já lidas, por outras que não havia lido. Foi lá que ele conheceu as revistas da editora Outubro e desenhistas como Eugênio Colonnese, Rodolfo Zalla, Ignácio Justo, Júlio Shimamoto, Osvaldo Talo e outros desenhistas geniais. 

Começou a colecionar as revistas que mais gostava, e já desenhava suas próprias HQs e criava seus primeiros personagens, hoje já esquecidos. Aos vinte anos aproveitando que Mendes fica a duas horas do Rio de Janeiro, foi ao Rio nas editoras tentar vender suas HQs. Mas foi só aos trinta anos que publicou suas primeiras HQs, na Editora Vecchi, que logo depois misteriosamente faliu no auge do sucesso, deixando muitos desenhistas sem trabalho. Nesta época já estava casado e trabalhando como desenhista gráfico, profissão que ainda exerce esporadicamente. Mas não desistiu dos Quadrinhos, continuou a desenhar quando o trabalho lhe permitia. Às vezes tinha que parar uma HQ que estava desenhando, pois o trabalho na gráfica não lhe permitia. Até hoje tem várias HQs, iniciadas, mas não terminadas.

Em 1983, morando em Valença-RJ, criou seu principal personagem Antônio Lôbo, e mais tarde outros personagens surgiram como o cowboy Chuck Montezuma, e outros. Em 1986, com dois amigos que também gostavam de Quadrinhos, criou o fanzine Aventura, no número 2 publicou a primeira HQ do Lôbo. Em 1997, lançou o fanzine WAR, só de temas bélicos em parceria com o amigo Roberto S. Causo. Colaborou com vários amigos pelo Brasil, que editavam fanzines como ele. Hoje já aposentado por invalidez, em decorrência de um AVC (derrame), que o deixou com sequelas, continua a desenhar muito mais lentamente, pois uma das sequelas foi falta de sensibilidade na mão, pois seu lado direito foi afetado. Teve que, quatro anos após o AVC, reaprender a desenhar, pois a maioria do que sabia foi apagado de seu cérebro pelo derrame.

Separado de uma segunda união, seu filho Jonas Eduardo o auxilia na confecção das suas HQs.  Tem mantido contato com muitos amigos através da Internet, aproveitando este novo meio de comunicação para divulgar seus trabalhos e trocar idéias sobre HQs. Se quiser conhecer um pouco dos trabalhos de Luga clique aqui.

Biografia encaminhada ao Bigorna.net pelo desenhista

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2018 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web