NewsLetter:
 
Pesquisa:

Feliz Natal (e que as guerras acabem)!
Por Marcio Baraldi
17/12/2010

UFA! Esse foi um ano bem puxado!... Com muito trabalho, muito sacrifício e muita correria, mas foi um ano bom, de muita colheita pra quem teve a coragem de plantar. Um ano de acesso ao estudo, de emprego, de investimentos no Nordeste (uma região historicamente abandonada pelos políticos de outrora), um ano de uma eleição em que as cortinas dos bastidores caíram e ficou muito claro quem é quem no Brasil. Ficou claro que aquela velha história de "imprensa imparcial", "de jornal sem rabo preso com ninguém", é conto de fadas! Nós, como chargistas, cartunistas, enfim, como profissionais indispensáveis para uma boa imprensa, sentimos isso na pele. Como toda a população brasileira, aliás! O que salvou a pátria nessa eleição foi justamente a blogosfera, o universo dos blogs, onde reina a verdadeira democracia da comunicação. O resto é cobra-criada! Jornal de coronel, TV de barão, rádio de mafioso. Máfia, máfia, máfia! Uma imprensa que definitivamente não representa a voz do povo brasileiro e não espelha seus anseios nem sua produção cultural.

Vejam o mundaréu de bons quadrinhos que se produziu no Brasil em 2010, por exemplo. Que recepção essas produções todas tiveram na grande imprensa? Quantas matérias sobre quadrinhos nacionais saíram nos grandes jornais este ano? Quantas grandes emissoras de TV compareceram em eventos de quadrinhos, como os Prêmios de HQs, para cobri-los e divulgá-los ? E olha que esses prêmios já têm mais de 20 anos de existência. Nesses anos todos, quantas vezes as grandes emissoras compareceram?

Isso prova mais uma vez o óbvio que muita gente não quer ver: nesse mercadinho minúsculo do Quadrinho Brasileiro, seus participantes só podem contar praticamente uns com aos outros! Se a tal da Crítica Especializada, os sites e blogs especializados, os programas de TV/web especializados não cobrirem as publicações e eventos, dificilmente outro alguém o fará. E mesmo assim, nessa pequena quitanda tem hora que parece que seus ocupantes estão mais interessados em pisar nos tomates uns dos outros do que preparar uma saudável salada juntos!

Mas tudo bem, tudo é aprendizado e o mundo não para de girar por causa disso. E por falar em mundo, quero dizer que apesar de não termos tido uma guerra mundial este ano (por incrível que pareça), tivemos isso sim, várias outras guerras menores com as quais convivemos no cotidiano. Uma delas, a da violência urbana, ceifou a vida de nosso colega Glauco e de seu filho Raoni. Duas lamentáveis perdas entre tantas e tantas outras. Teve amante retalhada e jogada aos cães, namorada afogada na represa, pais mortos por filhos, filhos mortos por pais, e toda sorte de abominações que nem mesmo o pior dos gibis de horror conseguiria superar.

Mas voltando ao Glauco, sujeito tão pacifista e querido por todos, difícil não analisar seu destino sem compará-lo ao de outro pacifista também tão querido, que faleceu da mesma forma trágica há exatos 30 anos atrás. Difícil não comparar Glauco com John Lennon, ambos assassinados por um "fã" enlouquecido. Como o tempo não para (já dizia o poeta) nem volta atrás, só nos resta guardar as boas lembranças e lições que ambos proporcionaram e encerrar o ano com uma emblemática canção de Lennon, de 1975, mas que continua mais atual que nunca:

Feliz Natal (A guerra acabou)
John Lennon
(tradução livre)

Então é Natal,
e o que você fez nesse ano que passou?
Um outro ano se foi
e um novo começa.
E então é Natal,
e eu espero que voce se divirta
com pessoas próximas e queridas,
tanto idosos quanto jovens.

Um Natal muito feliz,
e um feliz Ano Novo!
Vamos torcer pra que seja um bom ano,
e a gente possa viver sem medo!

E então é Natal,
para fracos e fortes,
para ricos e pobres...
Ah,como esse mundo está todo errado!!!
E então Feliz Natal,
para negros e brancos,
para amarelos e vermelhos.
Vamos parar com todos esses conflitos!!!

E então é Natal,
e o que nós fizemos de nossas vidas?

Um Natal muito feliz
e um feliz Ano Novo!
Vamos torcer pra que seja um bom ano,
e a gente possa viver sem medo!
A guerra acabou! Se você quiser (e permitir)
a guerra acabará...AGORA!!!

O Bigorna fará uma merecida pausa de hoje até o dia 10 de janeiro de 2011. Voltaremos com a mesma energia, bom humor, democracia e compromisso com o Quadrinho Brasileiro, que sempre nos pautou. A todos um Feliz Natal e próspero 2011! E que todas as guerras, pequenas ou grandes, ACABEM!!!

Quem Somos | Publicidade | Fale Conosco
Copyright © 2005-2017 - Bigorna.net - Todos os direitos reservados
CMS por Projetos Web